Universidade de Lisboa

Faculdade de Medicina

 

 

A Faculdade de Medicina é uma instituição de ensino superior integrada na Universidade de Lisboa.

A sua origem remonta à Real Escola de Cirurgia criada em 1825 no Hospital de S. José, posteriormente designada em 1836 por Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa e, finalmente, em 1911 como Faculdade de Medicina de Lisboa, por decreto do Governo da República.

Localizada inicialmente no edifício do Campo de Sant’Ana, no qual existiam os Institutos das Ciências Básicas, incluía as Clínicas Universitárias no Hospital Escolar de Santa Marta e uma rede de instituições hospitalares e de investigação que participavam no ensino médico.

Missão fundamental da Faculdade de Medicina é o ensino das ciências médicas a nível pré-graduado (Curso de Mestrado Integrado de Medicina) e os seus objetivos foram claramente enunciados: “Formar Médicos, com sólida formação científica, capazes de autoaprendizagem e capacidade para lifelong learning, com competências em Comunicação com os doentes, interpares e com a Sociedade, habilitados a trabalhar em equipas profissionais multidisciplinares, atentos aos desafios de Saúde contemporâneos e à Ética na Medicina e Ciências da Vida, aptos para integração útil e criativa nos Sistemas de Saúde em vigor na Sociedade e capazes de uma escolha informada da sua carreira profissional”. Participa também na organização Licenciatura de Ciências da Saúde da UL que é uma parceria com outras Faculdades da Universidade de Lisboa.

A Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa é uma Escola Superior que mergulha as suas raízes científicas na ação dos pioneiros da Medicina Científica em Portugal, na contribuição de Egas Moniz e de outros que fundaram a Escola Portuguesa de Angiografia e introduziram inovações terapêuticas e cirúrgicas no âmbito das doenças vasculares, período que correspondeu ao apogeu da contribuição científica da Medicina Portuguesa e constitui para todos uma fonte de inspiração.

Fausto J. Pinto
Diretor da FMUL

 

Fonte: medicina.ulisboa.pt


Ver curso

Medicina (Mest. Integrado)

VER TODOS OS CURSOS DA INSTITUIÇÃO
2016
ÚLTIMO COLOCADO

1ª FASE
178.0
2ª FASE
187.0
2017
ÚLTIMO COLOCADO

1ª FASE
177.5
2ª FASE
186.2
2018
ÚLTIMO COLOCADO

1ª FASE
175.2
2ª FASE
182.2
PRÉ-REQUISITO
PESO
MÉDIA SECUNDÁRIO

50%
PESO
PROVA INGRESSO
50%
VAGAS
TOTAL: 295
OCUPADAS: 295
NOTA MÍNIMA
PROVA INGRESSO

140
NOTA MÍNIMA
CANDIDATURA

160
2016
ÚLT. COLOCADO

1ª FASE
178.0
2ª FASE
187.0
2017
ÚLT. COLOCADO

1ª FASE
177.5
2ª FASE
186.2
2018
ÚLT. COLOCADO

1ª FASE
175.2
2ª FASE
182.2
PRÉ-REQUISITO
PESO
M. SECUNDÁRIO

50%
PESO
P. INGRESSO
50%
VAGAS
TOTAL: 295
OCUPADAS: 295
NOTA MÍNIMA
P. INGRESSO

140
NOTA MÍNIMA
CANDIDATURA

160

 

Formar Médicos, com sólida formação científica, capazes de auto-aprendizagem e capacidade para lifelong learning, com competências em Comunicação com os doentes, interpares e com a Sociedade, habilitados a trabalhar em equipas profissionais multidisciplinares, atentos aos desafios de Saúde contemporâneos e à Ética na Medicina e Ciências da Vida, aptos para integração útil e criativa nos Sistemas de Saúde em vigor na Sociedade e capazes de uma escolha informada da sua carreira profissional.

 

Podes consultar o plano de estudos aqui.

 

A formação médica permite saídas profissionais diversificadas como Medicina Clínica (Hospitalar, Medicina Geral e Familiar), Saúde Publica, Medicina Legal, Medicina do Trabalho, Investigação e Docência.

A Profissão Médica é caracterizada por uma sequência de graus, que correspondem a patamares de diferenciação técnico-científica e de responsabilidade crescente, obtidos mediante períodos de formação, internatos com provas públicas de competência.

Curso atualizado: 17 junho 2019
LEGENDA

As cores refletem o teu grau de confiança para a entrada em cada curso

Tens boa probabilidade de entrar Devias subir a tua média A tua média é inferior à deste curso

Caso não exista uma média, é porque a mesma não foi divulgada

DEIXA UM COMENTÁRIO