Deixavas os teus pais controlar o teu TikTok?

Beatriz Sofia Alves
Redatora com Futuro
2 Maio 2020

O TikTok, embora relativamente recente, tornou-se rapidamente uma aplicação viral, dando aos seus utilizadores a possibilidade de criarem pequenos vídeos numa infinidade de categorias, tendo para tal variados (e alguns inusitados) recursos ao seu dispor.

 

Como quase todas as aplicações populares, o TikTok vai-nos presenteando com novas funcionalidades de forma bastante regular, garantindo que a sua biblioteca se encontra atualizada e que a nossa curiosidade não tenha motivos para desaparecer.

Contudo, recentemente foi divulgada uma atualização que levanta, no mínimo alguma polémica: a possibilidade dos pais controlarem o TikTok dos filhos.

 

Este “modo de segurança familiar” (que deverá chegar, em primeiro lugar, ao Reino Unido, mas rapidamente a outros países também) traz a capacidade dos pais controlarem diversas funcionalidades que antes apenas estavam dependentes dos filhos.

Isto vai desde o tempo que estes passam na aplicação até às mensagens que recebem e ao tipo de conteúdo que podem visualizar. Sendo o TikTok uma aplicação tão baseada na criatividade dos utilizadores, que impacto poderá ter esta novidade?

 

A ideia de terem o seu conteúdo permanentemente controlado poderá fazer com que muitos jovens não só se sintam “invadidos” como também a perder a liberdade criativa que tanto os atraía para a app.

Assim, a tendência será diminuir e/ou alterar o tipo de conteúdo produzido, optando por um estilo com o qual se identificam menos mas “mais aceitável” aos olhos dos pais.

Além disso, a limitação do tipo de conteúdo a ser visualizado, que muitas vezes serve de inspiração para os próprios vídeos, poderá levar ao desânimo dos jovens, que se comecem a aborrecer-se com o material mais restringido a que têm acesso.

Consequentemente, é natural que alguns eventualmente fiquem desmotivados e acabem por, progressivamente, ir abandonando a plataforma, resultando num número crescente de contas inativas. Contudo, por outro lado, poderá haver fãs desta novidade.

 

O responsável pelo departamento de segurança do TikTok, Cormac Keenan, referiu em comunicado: “queremos que as pessoas se divirtam no TikTok, mas também é importante para a nossa comunidade garantir o bem-estar dos utilizadores”. De facto, alguns utilizadores podem perspetivar esta ferramenta como uma maneira de reforçar a sua segurança/proteção de privacidade o que, por sua vez, poderá motivá-los a utilizar mais esta plataforma.

Como em qualquer tema controverso, ambos os lados da questão apresentam vários pontos positivos e negativos (sobretudo se te impedirem de ver o TikTok Inspiring Future).

Aquele que sairá vencedor apenas o tempo será capaz de revelar. Por agora, a verdadeira questão é: afinal, vais deixar os teus pais controlarem o teu TikTok?

 

 

 

FONTE: Público